fotografia-para-casamento

Fotografia para casamento: como contratar o melhor profissional*

Posted on Posted in Blog, Dicas de casamento

Ao planejar o casamento, é muito comum surgirem para o casal dúvidas referentes à escolha de bons profissionais. Entre eles, está o fotógrafo, personagem responsável por eternizar os melhores momentos através de imagens únicas. O casamento é um planejamento longo feito a dois e precisa ser bem documentado. Por isso, a busca por um bom fotógrafo é fundamental exigindo uma pesquisa cautelosa em busca de um profissional apropriado.

 

É fundamental que o casal tenha consciência de que a fotografia para casamento é uma das partes mais importantes dentre os serviços prestados, razão pela qual é preciso analisar com cautela qual profissional contratar. Deve levar em conta sua identificação com o fotógrafo.

Abaixo citaremos alguns cuidados e observações que o casal deve ter ao escolher um profissional para fotografia para casamento:

 

Fotografia para casamento: os primeiros passos

Quando se pensa em fotografia para casamento, a primeira coisa que vem à mente é o preço (é um erro pensar que vai ser a menor despesa do evento). Por isso, avalie quanto desejam gastar e estejam preparados, pois um bom profissional pode estar com o valor acima do planejado (o investimento do profissional é alto).

Ciente desta possibilidade, procure um fotógrafo que esteja na média dos seus valores. O planejamento inicial é essencial para evitar o trabalho inútil de conversar com o profissional que está acima do valor pretendido. Mas cuidado: às vezes, é melhor pagar um pouco mais e ter um bom fotógrafo do que contratar um barato e ficar com a decepção de um trabalho ruim.

Definidos os valores, hora de pensar no estilo do profissional. Na fotografia para casamento, é comum encontrar duas linhas distintas: o fotojornalismo e o clássico. Vamos definir um pouco a linha de cada um para melhor compreensão:

O fotógrafo clássico: profissional de casamento que segue o padrão. Busca cada detalhe da cerimônia de acordo com o procedimento, valoriza fotos de família e padrinhos com pose clássica, da importância ao momento tradicional da festa como corte de bolo, valsa, buquê e fotos posadas. Normalmente, fica um tempo menor na festa, prefere fazer pose da noiva ou do casal na pista e se preocupa com a iluminação (usar o flash é primordial).

O fotógrafo jornalista: faz fotografias mais soltas e criativas e não se prende às convenções tradicionais. É um profissional que fica mais tempo no evento e registra o espontâneo, sempre buscando novidades. Este fotógrafo se subdivide em duas categorias:

Fotógrafo jornalista híbrido: faz os dois serviços (o clássico e o jornalismo) e trabalha com uma pauta. O objetivo é contar a história do evento ponto a ponto – por isso, segue o rito tradicional, mas está sempre criando. Valoriza muito o casal e também o que está acontecendo na festa em relação aos convidados, priorizando a emoção dos envolvidos, a alegria da festa, os padrinhos e família como um todo. Este tipo de profissional não se prende aos horários e está sempre presente aos acontecimentos, fotografa muito detalhes como decoração e outros pormenores, sabe usar luz, flash e luz ambiente.

Fotógrafo jornalista: é aquele profissional que está sempre buscando novidades para a fotografia de casamento – não está muito preocupado com o rito tradicional, mas não deixa de registrar tudo. Alguns evitam até o uso do flash, buscando um realismo do ambiente.

 

Fotografia para casamento: a escolha do profissional

Após definir seu estilo, clássico ou jornalismo, é hora da busca para encontrar o fotógrafo dos sonhos. Para isso, não hesite em pedir indicações a amigos e a recém casados e pesquise portfólios on-line. Navegue e selecione os melhores, entre em contato no máximo com cinco profissionais para que a caixa de e-mail não encha de resposta e o casal fique sem referência de novo.

Peça contatos a fornecedores da área de casamento, mas defina bem o tipo de profissional que você deseja para que a indicação seja correta. Este tipo de profissional tem uma lista e muitas vezes indica o estilo que mais se identifica e você pode perder tempo com visita a profissionais que não gostariam de contratar, enfim, faça de tudo para encontrar o fotógrafo ideal.

Depois dessa pesquisa, faça uma lista dos cinco melhores fotógrafos encontrados. Entre em contato com todos, marque reuniões, pergunte o que for necessário, veja os portfólios e peça mais material se necessário, peça referência de casais para quem possa ligar, conheça um pouco a história do profissional.

Na reunião, faça valer o seu papel de consumidor ou contratante junto ao fotógrafo ou seu representante de vendas. É normal que o profissional tenha um assistente que o represente com conhecimento fotográfico para apresentar o portfólio, já que ele pode estar fotografando no momento do encontro. Observe se ele tem porte profissional, se o portfólio é autêntico, se ele tenta impor sua opinião, se aceita sugestões, se é flexível e qual o estilo domina. Ninguém contrata uma pessoa que causa insegurança, não é?

É fundamental saber se é mesmo o próprio fotógrafo que vai fazer as fotografias do casamento ou se irá montar uma equipe. Caso seja a segunda opção, saiba de antemão, pois cada profissional deste ramo tem seu estilo e jeito de trabalhar e, por isso, as fotos podem ser totalmente diferentes das que você pensa.

 

Fotografia para casamento: perguntas que podem ser feitas no atelier do profissional

“As fotos incluem making of, ‘dia dos noivos’, etc?”

“O preço inclui o álbum?”

“As imagens entregues são em alta resolução?”

“Quais as condições de pagamento?”

“Qual o maior problema que você teve que solucionar durante a cobertura de um casamento?”

“Qual o seu diferencial entre todos os outros fotógrafos?”

“Quanto custa seu tempo extra?”

“Quanto tempo leva para o material ser entregue?”

“Que horas você chegaria e por quanto tempo você ficaria no evento?”

“Se, por motivos extremos, você não puder fazer as fotografias, quem as faria?”

“Você tem câmeras reservas caso a principal estrague?”

 

Fotografia para casamento: fechando contrato com o profissional

Depois de conversar com todos os fotógrafos, selecione aquele com quem você mais se identificou e converse com ele o quanto antes. Tratando-se de fotografia para casamento, é muito importante que seja tudo feito com antecedência, até mesmo porque muitos destes profissionais costumam ter a agenda cheia.

Antes de fechar negócio, estabeleça valores fixos, os trajes que o profissional utilizará no evento, o tempo de trabalho, despesas adicionais em caso de viagem e/ou hospedagem, o formato da imagem (se vai ser em alta ou em baixa resolução), entre outros dados. Quando estiver com o contrato em mãos, leia tudo com atenção antes de assiná-lo e, se for o caso, apresente-o a um advogado para evitar surpresas. O mínimo que deve estar registrado no contrato é o horário do evento, o tempo de trabalho, o valor (inclusive das horas extras), penalidades de cancelamento do contrato, penalidades do não cumprimento do contrato, modelo do álbum, número de fotos inseridas, estilo de fotografias e direitos reservados de utilização de imagem. E não se esqueça de rubricar todas as páginas do contrato para que tenha valor jurídico!

 

A fotografia para casamento é o seu registro histórico, por isso, demanda muita atenção na hora de assinar o contrato com o profissional certo. Todo cuidado é pouco! Entre todas as economias que deseja fazer para a realização do casamento tome muito cuidado, pois, economizar em fotos pode ser uma decepção para sempre. Boas festas!

 

*Este texto foi produzido em colaboração com o fotógrafo Pedro Zorzall.

Veja seu Portfólio e acompanhe-o no Pinterest, Facebook, Twitter e Instagram.